Institucional

 

Logo - Instituto História Viva

Aqui você descobrirá o poder de transformação das Histórias, unido crianças e idosos em situação de fragilidade, da gratidão de poder ser voluntário, aprender com as histórias contadas e aprender a ouvir e a valorizar as Histórias Vivas que nos rodeiam desde sempre!

O Instituto História Viva tem por objetivo, por meio da arte de ouvir e contar histórias, levar o Incentivo a Leitura, a Cultura e a Saúde, para crianças, adultos e idosos em situação de fragilidade em hospitais, abrigos e asilos do Brasil.

Missão

Encantar e inspirar pessoas por meio da arte de ouvir e contar histórias.

 

Visão

Valorizar o indivíduo e suas histórias e levar a arte de ouvir e contar histórias aos quatro cantos do mundo.

 

Valores

Amor, solidariedade, ética, transparência e respeito.

O objetivo principal dos projetos desenvolvidos é o de transformar para melhor os ambientes de dor e sofrimento de hospitais, asilos, abrigos e casas lares; valorizar a sabedoria dos idosos; levar as pessoas por meio das histórias: cultura, educação, carinho e alegria; e principalmente incentivar o saudável e imprescindível hábito da leitura.

“Nosso país tem focos de miséria porque o hábito da leitura é medíocre. Precisamos da leitura para expandir a mente e alimentar o imaginário, berçário das futuras criações”, comenta Roseli Bassi.

Fundado em novembro de 2005 e com sede em Curitiba, o Instituto História Viva que tem total autonomia administrativa, orçamentária e de infra-estrutura, também certificado pelo Ministério da Justiça como OSCIP (Organização da Sociedade Civil Organizada), capacita, treina e gerencia voluntários para se tornarem ouvidores e contadores de histórias. Gente que vem ao longo dos anos encantando e levando cultura, alegria, esperança, aconchego e paz a crianças, adolescentes, adultos e idosos em abrigos, hospitais e asilos do Brasil.

Para manter-se ativo o Instituto História Viva conta com recursos financeiros captados por meio do patrocínio de empresas da iniciativa privada e do governo por meio de leis de incentivos fiscais, como a Lei Rouanet.

Serviços corporativos e personalizados como seminários de comunicação criativa, Treinamentos In Company de voluntariado corporativo, palestras de sensibilização e a venda de uma linha de produtos exclusivos do Instituto História Viva também garantem a sustentação financeira da entidade, que desde 2005 forma voluntários ouvidores e contadores de histórias, que atendem uma média de mais de 16 mil pessoas ao ano, em mais de 12 instituições parceiras.

Além do reconhecimento do governo, reconhecida como OSCIP e inserida nos projeto de Incentivo a Cultura do Ministério da Cultura do Governo Federal, o Instituto História Viva também conquistou notoriedade no cenário nacional através da:  

Mídia

No dia 15 de julho de 2010 o Instituto História Viva participou do Programa Brasileiros, da Rede Globo, que apresenta semanalmente ao telespectador, cidadãos que, por meio de suas atitudes, mudam o dia a dia de outras pessoas.

Também marcou presença, no dia dois de abril de 2011, no Programa Ação da Rede Globo, apresentado pelo jornalista Serginho Groisman. O Ação mostrou o trabalho realizado pelo Instituto História Viva em hospitais e asilos e explorou o processo e os benefícios de se ouvir e de se contar histórias.

Além desses dois programas produzidos e exibidos da Rede Globo de Televisão em rede nacional, o trabalho também foi reconhecido pela mídia espontânea regional, na televisão (em programas jornalísticos), em programas de rádios (entrevistas) e em jornais e revistas. Confira os materiais produzidos no nosso Canal!

Premiações

  • Finalista Prêmio Cultura Viva 2010

O Projeto História Viva Ouvir e Contar rendeu ao Instituto História Viva, o Selo de Finalista do Prêmio Cultura Viva 2010, uma honraria do Ministério da Cultura concedida às instituições em reconhecimento às boas práticas culturais desenvolvidas em todo o território brasileiro. http://www.premioculturaviva.org.br/3edicao.php

  • Prêmio Instituto HSBC Solidariedade 3ª Edição

Troféu de Honra Dra. Zilda Arns Neumann
O Instituto História Viva, com o Projeto História Viva Ouvir e Contar, também foi merecedor do Troféu Zilda Arns, do Prêmio Instituto HSBC Solidariedade 2011, no qual a gestora e fundadora do Instituto História Viva, Roseli Bassi, foi contemplada na categoria educação, como ponto de referência para o desenvolvimento da educação no território brasileiro, que é tomado pelo exemplo de Zilda Arns, grande ativista e defensora do direito das crianças. http://www2.hsbc.com.br/instituto/premio-ihs/edicoes-anteriores.html

  • Prêmio Viva Leitura 2012

O Projeto História Viva Ouvir e Contar foi selecionado entre os finalistas do Prêmio Viva Leitura 2012, organizado e promovida pelo Ministério da Cultura, na categoria Sociedade: ONGs, pessoas físicas, empresas, universidades/faculdades e instituições sociais. Este Prêmio tem como objetivo estimular, fomentar e reconhecer as melhores experiências que promovam a leitura. Ele é uma iniciativa do Ministério da Cultura (MinC), da Fundação Biblioteca Nacional, do Ministério da Educação (MEC) e da Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), com o apoio da Fundação Santillana, da Fundação Banco do Brasil, do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O Prêmio VIVALEITURA faz parte do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL). http://www.premiovivaleitura.org.br/

  • Finalista do Projeto Legado 2013

Identificar, integrar e apoiar pessoas e organizações que estão transformando a sociedade. Este é o objetivo do Projeto Legado, uma iniciativa que anualmente irá selecionar, formar e conectar empreendedores sociais e organizações da sociedade civil de Curitiba e Região Metropolitana para que ampliem seu impacto, sustentabilidade e participação na sociedade. http://projetolegado.org/

  • Prêmio Bom Exemplo Paraná 2013

Identificar e reconhecer bons exemplos que atuam em prol do bem comum. Esse é o principal objetivo do Prêmio Bom Exemplo, idealizado pela emissora Globo Minas e que agora chega ao Paraná, por meio de parceria com a RPCTV, Instituto GRPCOM e Fundação Dom Cabral – Roseli Bassi foi uma das ganhadoras do prêmio promovido pela RPCTV. http://redeglobo.globo.com/rpctv/bomexemploparana/index.html

Atualmente, o Instituto História Viva conta com mais de 100 voluntários ativos que atuam em mais de doze instituições parceiras, entre elas: hospitais, asilos, casas lares e abrigos, nas cidades de Curitiba/PR, São Mateus do Sul/PR, Campo Largo/PR e São Paulo/SP e busca novos parceiros para estender a sua atuação para outras praças.

Os ouvidores e contadores de histórias que atuam como voluntários do Instituto participam de um treinamento de em torno de 50 horas (teórico e prático). Possuem formações e profissões diversificadas e se candidatam a ser voluntário por duas horas semanais, de acordo com sua disponibilidade e respeitando as determinações previamente acordadas junto às Instituições que mantém parceria com o História Viva, sempre de acordo com a Lei do Voluntariado (9.608 de 18/02/98).

Pelo fato do Instituto História Viva ser uma ONG (Organização Não Governamental) não há geração de lucros, sendo então uma instituição sem fins lucrativos. Por isso as doações tem por finalidade contribuir para a continuidade do andamento e do desenvolvimento dos Projetos realizados, assim como, para a manutenção da Sede, das capacitações e e das ações de promoção e otimização da Instituição.

historiaviva.org.br/site/doacao

Projetos


Receba a sua Newsletter

E-mail:

Faça Pessoas Felizes!

Quero Participar

Facebook

Fotos e Vídeos

História Viva p/ Ouvir e Contar

Baixe o livro

PDF – Clique Aqui

E-Book – Clique Aqui